top of page
  • Foto do escritorRedação SulTV

Prefeitura contratará perito para fazer diagnóstico dos alagamentos que ocorreram em Camaquã

Executivo se reuniu com a AUD, bombeiros, Defesa Civil e representantes da comunidade.

Foto: Divulgação / Prefeitura de Camaquã


A Prefeitura de Camaquã está contratando um perito para fazer um diagnóstico dos alagamentos que ocorreram na última segunda-feira (4) e atingiram fortemente residências nos bairros Jardim, Viégas, Maria da Graça, Gaúcho e Olaria. Um encontro foi realizado para uma avaliação das ações feitas antes, durante e após as fortes chuvas que causaram alagamentos.



Esta contratação para um estudo de diagnóstico do ocorrido abrangerá diversas questões como precipitação, manejo das águas e escoamento pluvial, obras da BR-116 e loteamentos de terrenos. O objetivo do estudo é evitar que as pessoas e comunidades atingidas pelos alagamentos sofram com outras situações iguais.

 

Na última segunda, equipes da SMI foram acionadas durante o temporal para atuar em vários pontos dos bairros atingidos para minimizar os impactos causados. Outras equipes técnicas da Secretaria do Desenvolvimento foram nas residências para dar suporte e oferecer abrigo às famílias atingidas.

 

A reunião foi convocada pelo Executivo com as entidades envolvidas como a AUD, representada pelo gerente administrativo, Rubem Filho, o Corpo de Bombeiros, com o Sargento Paulo Carvalho, a Defesa Civil, com Rafael de Moura, e um representante da comunidade, Endrigo Ribeiro. Participaram também a Secretaria da Infraestrutura, com o secretário Hilson Jacobsen, a Secretaria Especial da Mulher, do Trabalho e Desenvolvimento Social, com o secretário Diego Garcia, e a Procuradoria Municipal, com o procurador Fabiano Ribeiro.

 

Conforme levantamento que está sendo realizado pela Prefeitura, através da SEMTDS, até agora foram aproximadamente 100 residências atingidas pelos alagamentos, e os números devem subir com a continuidade do levantamento em bairros ainda não visitados.

 

Durante o encontro, o Executivo colocou que é necessário um plano de contingência para a cidade durante casos como o ocorrido, com graus de mobilização para o tipo de evento que ocorrer para agilizar o atendimento.

Commentaires


bottom of page