top of page
  • Foto do escritorRedação SulTV

Ferramenta meteorológica disponibiliza serviços ao produtor rural

Novos produtos estão sendo desenvolvidos com a criação do sistema Sophia.

Sistema Operacional de Previsão Híbrida via Inteligência Artificial (Sophia) é direcionado ao setor agropecuário - Foto: Julia Chagas/Ascom Seapi

Sistema Operacional de Previsão Híbrida via Inteligência Artificial (Sophia) é direcionado ao setor agropecuário - Foto: Julia Chagas/Ascom Seapi


O Sistema de Monitoramento e Alertas Agroclimáticos (Simagro) da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação (Seapi) é referência nacional na área. Novos produtos estão sendo desenvolvidos, para melhor atender ao produtor, por meio da implantação do Sistema Operacional de Previsão Híbrida via Inteligência Artificial (Sophia). O governo do Rio Grande do Sul é correalizador do South Summit Brazil e a importância do controle climático para a garantia da produtividade foi tema do painel “Aplicações de tempo e clima como ferramenta de suporte ao setor agropecuário”, na quinta-feira (21/3), no palco RS Innovation Stage.



O meteorologista e coordenador do Simagro, Flávio Varone, destacou que o controle climático é estratégico para o setor agropecuário. “A gente transforma a previsão do tempo, que todo mundo tem no celular, em algo específico para o produtor rural, com dados exclusivos para uma propriedade e para uma cultura. Nosso intuito com o Simagro é gerar informação de fácil entendimento dos produtos disponibilizados para que o produtor não tenha prejuízo. E tudo isso está alinhado a novas tecnologias”, ressaltou.

 

Com a implantação do Sophia, novos produtos estão em desenvolvimento especificamente para o setor agropecuário. Esses serviços só serão possíveis por meio da parceria entre a Seapi e a startup AtmosMarine, que começou na primeira edição do South Summit Brazil.

 

O Simagro possui estações meteorológicas próprias e deve alcançar o número de 100 unidades instaladas pelo Rio Grande do Sul. Segundo Varone, com os dados coletados na rede de estações será possível ampliar a geração de informações de controle e suporte para os produtores rurais e gestores. “Eles contarão com ferramentas mais precisas em relação ao cultivo e manejo das culturas em todos os municípios do Estado”, garantiu.

 

O intuito é qualificar ainda mais o serviço ao produtor rural, que é totalmente gratuito, e oferecer os dados por meio de um aplicativo mobile e um site de fácil entendimento.

 

O diretor técnico da AtmosMarine, Ronaldo Palmeira, também participou do painel e destacou que é fundamental investir na rede própria de meteorologia que a Seapi tem hoje. “O diferencial agora é que a Inteligência Artificial estará aplicada na rede meteorológica no Estado para fornecer produtos agrometeorológicos”, afirmou. Entre as ferramentas, estarão índices de aplicação de defensivos, conforto térmico do animal, risco de incêndio e de geadas, além de necessidade de irrigação.

 

O diretor do Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária (DDA/Seapi), Caio Efrom, reforçou que este é um serviço público que todos os produtores rurais poderão acessar. “Além disso, ao longo do tempo novos produtos vão sendo gerados para aprimorar os dados oferecidos.”

 

“No final do desenvolvimento do Sophia, diversos indicadores serão gerados”, afirmou o representante da startup AtmosMarine, Luiz Felipe Rodrigues do Carmo. “O Simagro é inovador e essa tecnologia será toda do Estado, representando a construção de um legado.”

Comments


bottom of page