top of page
  • Foto do escritorRedação SulTV

Estado libera recursos para compra de mamógrafo pelo Hospital Nossa Senhora do Carmo, em Tapes

O equipamento fará parte das novas instalações da instituição, reformadas e ampliadas em uma parceria da Prefeitura de Tapes com a Associação Hospitalar Vila Nova.


Foto: Divulgação / Prefeitrua de Tapes


O governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde, assinou portaria nesta quinta-feira (28/3) liberando R$ 478,5 mil do programa Avançar na Saúde para a aquisição de um mamógrafo digital pelo Hospital Nossa Senhora do Carmo (HSNC), em Tapes. A assinatura ocorreu durante a cerimônia de inauguração da nova estrutura da casa de saúde, com a presença da secretária Arita Bergmann.

 

O equipamento fará parte das novas instalações da instituição, reformadas e ampliadas em uma parceria da Prefeitura de Tapes com a Associação Hospitalar Vila Nova, que assumiu a gestão do hospital em outubro de 2022. O HNSC contará com 26 leitos clínicos. Outros dez leitos para internação na área da saúde mental serão regulados pelo Estado. Também houve melhorias no setor de emergência, central de material de esterilização (CME), rede elétrica, áreas administrativas e sala de espera, além de novo telhado e nova rede de gases.

 

A reinauguração marca o início de uma nova fase para o HSNC, que recuperou a certificação como hospital, com capacidade para atender casos de média e baixa complexidade. Fundado há 74 anos, desde 2014, quando teve retirado o alvará da Vigilância Sanitária, vinha atuando como unidade de pronto-atendimento. “Estamos participando de uma grande conquista, não só para o município de Tapes, mas para a região”, disse Arita Bergmann. “Estar hoje no município é, de fato, guardar no coração e levar para a vida um ato que tem um grande simbolismo”.

 

A secretária da Saúde ressaltou o apoio do governo do Estado aos hospitais de pequeno porte (HPPs), com até 50 leitos. Em agosto de 2023, foi lançado um programa de apoio aos HPPs através do programa Avançar na Saúde, que repassou R$ 271 mil à unidade de Tapes. “Já botamos no orçamento R$ 38 milhões para os HPPs e temos 66 hospitais beneficiados. Hoje, temos o compromisso de aquisição do mamógrafo digital para que as mulheres não precisem sair de Tapes para seus exames”.

 

Já o prefeito de Tapes, Luiz Carlos Coutinho Garcez, destacou a importância do hospital para o município. “Lamentavelmente, dez anos atrás, perdeu a condição de hospital. Nós, no município, resolvemos batalhar pela reabertura e tive a sorte de contar com o apoio do Estado, que sabe o valor que tem um hospital que atenda às necessidades da comunidade”.

 

“Temos aqui na região sete cidades que precisam de atendimento médico”, disse Dirceu Dal'Molin, presidente da Associação Hospitalar Vila Nova. “Hoje, a referência é Camaquã, que presta um serviço muito bom. Estamos aqui para reforçar”.


Texto: Ascom SES

Комментарии


bottom of page