top of page
  • Foto do escritorSul TV Técnica

Em reunião com a Anatel, Governador reforça necessidade da implantação do novo sistema de alertas de emergência

Leite lembrou que, segundo previsão da Anatel, o novo sistema era para ter sido implantado em dezembro 2023.

Foto: Maurício Tonetto/Secom


O governador Eduardo Leite conversou, na tarde desta sexta-feira (24/5), com a direção da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e cobrou a implementação do cell broadcast, uma nova tecnologia de envio de alertas em situações de emergência, que deve auxiliar na prevenção de impactos ocasionados por desastres naturais.

 

“Estamos cobrando esse sistema da Anatel, que havia prometido a implementação para dezembro do ano passado. O cell broadcast é uma solução que faz aparecer na tela o alerta de inundação, vendaval ou qualquer outro tipo de situação que exija a atenção das pessoas”, explicou o governador.

 

A reunião, que ocorreu no Centro Administrativo de Contingência (CAC), também contou com a presença do vice-governador, Gabriel Souza, de secretários estaduais e do coordenador da Defesa Civil do Rio Grande do Sul, Luciano Boeira. O superintendente de Controle de Obrigações da Anatel, Gustavo Borges, participou do encontro de forma on-line.

 

Com a nova ferramenta, o envio das mensagens não ocorre por SMS nem por WhatsApp. A funcionalidade consiste em um pop-up que bloqueia a tela do celular das pessoas que estão numa determinada área de risco. Por meio do cell broadcast, os usuários do serviço vão receber mensagens de texto que ficarão sobrepostas ao conteúdo que eventualmente esteja sendo acessado no celular.

 

A depender do tipo de emergência, poderão ser disparados avisos com sinais sonoros e vibrações, mesmo que o celular esteja no modo silencioso. Os avisos “pulam” na tela e travam os smartphones, exigindo que o usuário confirme a visualização do alerta para cessar a notificação. Além disso, não há necessidade de cadastro prévio de usuários nem indicação de um CEP de interesse.

 

Durante a reunião, Borges garantiu que o sistema já está tecnicamente pronto, faltando apenas o treinamento das defesas civis estaduais e da população, para que seja colocado em operação.

 

“O sistema foi finalizado e já testamos. Agora, é necessário fazer os treinamentos e os testes demonstrativos para que a população entenda como vai funcionar. Planejamos fazer em breve o lançamento em alguns municípios do projeto-piloto”, disse Borges.

 

“A nossa Defesa Civil está pronta para entrar em ação com esse novo sistema. Assim, poderemos avisar de forma ainda mais eficiente a população gaúcha em situações extremas como as que temos vivenciado. Nosso objetivo é proteger as pessoas”, acrescentou o governador.

 

Texto: Juliana Dias/Secom

Edição: Rodrigo Toledo França/Secom

댓글


bottom of page